Disfagia orofaríngea: panorama atual, epidemiologia, opções terapêuticas e perspectivas futuras

Patrícia Paula Santoro

Rev. CEFAC vol.10 no.2 São Paulo  2008

A atuação no campo da disfagia orofaríngea vai muito além dos conceitos técnicos que envolvem este importante sintoma e suas repercussões. Atinge âmbitos filosóficos de valorização e luta pela vida, buscando oferecer condições prazerosas aos pacientes sempre que possível, além do respeito ao indivíduo e seus familiares. Sem dúvida é uma desafiadora experiência de crescimento e reflexão, que nos instiga ao estudo e à busca de alternativas, sem nos esquecermos dos conceitos éticos que permeiam nossas condutas, assim como o manejo do impacto desse contexto no universo do indivíduo disfágico.

Manifestando-se clinicamente por emagrecimento, desnutrição, desidratação e broncopneumonia aspirativa, a disfagia orofaríngea é assunto de grande importância na prática médica e fonoaudiológica, entre outras áreas envolvidas. Causa impacto na saúde pública, uma vez que afeta um número significativo de indivíduos, aumentando a morbidade e a mortalidade de pacientes com qualquer condição clínica de base.

 

LEIA O EDITORIAL NA ÍNTEGRA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s