Protocolo fonoaudiológico de avaliação do risco para disfagia (PARD)

Aline Rodrigues Padovanz; Danielle Pedroni Moraes; Laura Davidson Mangili; Claudia Regina Furquim de Andrade

Rev. soc. bras. fonoaudiol. v.12 n.3 São Paulo jul./set. 2007

RESUMO

OBJETIVO: Os objetivos desse estudo foram: constituir um protocolo piloto de avaliação do risco para disfagia, visando auxiliar o fonoaudiólogo a identificar e interpretar as alterações na dinâmica da deglutição, caracterizar os sinais clínicos sugestivos de penetração laríngea ou aspiração laringo-traqueal, definir pontualmente a gravidade da disfagia e estabelecer condutas a partir dos resultados da avaliação.
MÉTODOS: O Protocolo Fonoaudiológico de Avaliação do Risco para Disfagia foi elaborado com base na literatura, segundo a identificação dos pontos comuns a todos os protocolos de avaliação da deglutição. Os pontos não comuns foram excluídos e os itens julgados relevantes foram incluídos.
RESULTADOS: O Protocolo Fonoaudiológico de Avaliação do Risco para Disfagia foi constituído por três partes: teste de deglutição da água, teste de deglutição de alimentos pastosos, classificação do grau de disfagia e condutas.
CONCLUSÃO: O Protocolo Fonoaudiológico de Avaliação do Risco para Disfagia é baseado em uma proposição teórica e depende de sua aplicação populacional, em larga escala e por diferentes profissionais para que venha a se configurar como um teste validado em sua proposta. A contribuição aqui apresentada busca uma forma de contemplar, de maneira mais completa possível, a avaliação fonoaudiológica para o risco de disfagia em beira-de-leito, norteando a atuação fonoaudiológica e consolidando sua atuação baseada em evidências. A segunda fase desta pesquisa será experimental.

Descritores: Avaliação; Deglutição; Disfagia; Transtornos da deglutição; Protocolos

LEIA O ARTIGO NA ÍNTEGRA


 

 
Anúncios
Este post foi publicado em Screening and Evaluation em por .

Sobre Graziela Chamarelli Bougo

Fonoaudióloga do Hospital Risoleta Tolentino Neves Graduada em Fonoaudiologia pela Universidade Estadual do Centro-Oeste-PR Aprimoramento em Fonoaudiologia Hospitalar pelo Hospital de Base da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP/SP) Residência em Fonoaudiologia na área de ênfase de Urgência, Emergência e Terapia Intensiva do Hospital Municipal Odilon Behrens de Belo Horizonte (BH/MG)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s