A VISÃO DE UM NEUROLOGISTA SOBRE A IMPORTÂNCIA DA EQUIPE MULTIDISCIPLINAR NA SAÚDE PÚBLICA

RODRIGO MENEZES DE BRITO XAVIER

Neurologista membro da equipe multidisciplicar da Unidade de AVC do Hospital Risoleta Tolentino Neves (Belo Horizonte/MG)

 

 

A população brasileira está envelhecendo. De acordo com o último Censo do IBGE, divulgado em abril de 2011, a população com 65 anos ou mais, que era de 4,8% em 1991, chegou a 7,4% em 2010. Estima-se que, em 2050, este grupo etário deverá responder por cerca de 19% da população brasileira.

Estudos de tendências estatísticas em incapacidade mostram que estes anos adicionais de vida não são anos livres de incapacidades. Pessoas acima de 65 anos são mais propensas a ter alguma incapacidade do que as pessoas mais jovens. A probabilidade de se adquirir uma incapacidade aumenta com a idade e a severidade da incapacidade também. O comprometimento da capacidade funcional do idoso tem implicações importantes para a família, a comunidade, para o sistema de saúde e para a vida do próprio idoso, uma vez que a incapacidade ocasiona maior vulnerabilidade e dependência, contribuindo para a diminuição do bem-estar e da qualidade de vida dos idosos.

Diversos estudos demonstram associações importantes entre doenças crônicas e incapacidade funcional dos idosos. Segundo o IBGE, 75,5% dos idosos têm alguma doença crônica, sendo as mais prevalentes: hipertensão, problemas articulares, cardiopatias, diabetes, doença pulmonar crônica,  osteoporose, AVC e câncer. Estes dados podem gerar problemas aos sistemas de saúde, devido ao potencial aumento dos custos. Com isso, medidas preventivas, com programas e serviços voltados à saúde primária devem ser criados para uma melhor abordagem deste grupo da população.

Com esta necessidade de maior organização e adequação da atenção à este perfil da população, surgiu um maior interesse no cuidado integrado, coordenado e multidisciplinar.

O cuidado multidisciplinar ocorre quando profissionais de áreas diferentes, mas com habilidades, conhecimentos e experiências que se complementam, trabalham juntos, com o objetivo de proporcionar melhor resultado possível e atender as necessidades físicas e psicossociais dos pacientes e cuidadores.

A equipe também se beneficia, pela integração de conhecimentos adquiridos com a troca de informações e discussões sobre o paciente.

Os princípios gerais do cuidado multidisciplinar também prevê a continuidade dos cuidados aos pacientes e personaliza o atendimento que é oferecido. Como as condições dos pacientes mudam ao longo do tempo, a composição da equipe pode mudar para atender novas necessidades clínicas e psicossociais do paciente. No contexto das doenças crônicas, a complexidade dos cuidados frequentemente requer que outros profissionais sejam envolvidos.

Um estudo realizado por Costa (2008) apresentou um modelo de assistência à saúde com base no acompanhamento sistematizado de equipe multidisciplinar à pacientes portadores de doenças crônicas. O estudo avaliou 92 pacientes no período de 12 meses anteriores ao programa e, em seguida, com a implantação da metodologia, por igual tempo. O trabalho mostrou uma redução estatisticamente significativa das consultas (37,8%), das internações (59,7%), dos custos (61,9%), das internações por motivo de doença principal (51,8%) e das internações devido à complicações da doença (30,9%).

As equipes multidisplinares tonam-se hoje fundamentais em todos os nívéis de saúde, desde o cuidado primário, visando a promoção da saúde e prevenção de doenças, até o nível terciário, com cuidado integrado à pacientes de alta complexidade, buscando acelerar a recuperação do mesmo, reduzindo o tempo de internação, complicacões e sequelas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s