Fisiologia do exercício fonoaudiológico: uma revisão crítica da literatura

Ferreira, Tainá Soares; Mangilli, Laura Davison; Sassi, Fernanda Chiarion; Fortunato-Tavares, Talita; Limongi, Suelly Cecília Olivan; Andrade, Claudia Regina Furquim de

J. Soc. Bras. Fonoaudiol. vol.23 no.3 São Paulo jul./set. 2011

bico

OBJETIVO: Analisar literatura científica sobre fisiologia e efeitos dos exercícios fonoaudiológicos utilizados nos tratamentos de alterações da Motricidade Orofacial.
ESTRATÉGIA DE PESQUISA: Foram seguidos os preceitos do Cochrane Handbook que envolveu a formulação da questão a ser investigada, a localização e seleção dos estudos e a avaliação crítica dos artigos.
CRITÉRIOS DE SELEÇÃO: Os artigos foram selecionados por meio da base de dados PubMedutilizando-se os seguintes descritores: “physiology exercise AND speech, language and hearing science, “exercise physiology AND speech therapy”, “exercise physiology AND myofunctional therapy”, e “physiology exercise AND swallowing therapy”. Foram incluídos somente artigos de língua inglesa publicados no período de 2000 a 2010.
ANÁLISE DOS DADOS: Os textos foram analisados quanto aos seus objetivos; desenho da pesquisa; características do grupo pesquisa; existência de grupo controle; critérios de avaliação; terapêutica proposta; resultados encontrados; e verificação da existência de discussão sobre a fisiologia muscular dos exercícios.
RESULTADOS: Foram identificados 108 estudos e destes, 38 foram analisados, pois permitiam acesso ao texto completo e relacionavam-se ao tema proposto. Os artigos foram classificados em: ensaios clínicos e pesquisas experimentais, estudos de casos, revisões de literatura e textos teóricos, cartas ao editor e críticas aos artigos.
CONCLUSÃO: A revisão permite concluir que o conhecimento sobre os efeitos musculares dos exercícios empregados pelos clínicos é pouco aprofundado. Ainda não há evidência cientifica suficiente para determinar a frequência em que estes devem ser realizados. Em geral, tem-se pesquisado a eficácia de programas terapêuticos, sem investigar se os exercícios propostos são efetivos individualmente.

LEIA O ARTIGO NA ÍNTEGRA

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s